BEM-VINDO!!!

Serviço Social e Teologia juntos para tratar de comportamento humano, espiritualidade e atualidades. " Examinai tudo e retém o que é bom..." I Tessalonicenses 5:21

Pesquisar Blog/Web

segunda-feira, 14 de março de 2016

INVEJA


Achamos praticamente impossível que um ser humano já compreendido de suas faculdades nunca tenha passado por uma situação que envolvesse a inveja. Hoje invejar é quase tão comum para o homem quanto dormir. Mas será que este é um sentimento benéfico para quem pratica? E para quem sofre, será algo bom?
Segundo o dicionário inveja significa:
a) Desgosto seguido de cobiça à vista da felicidade ou superioridade de outrem;
b) Sensação ou vontade indomável de possuir o que pertence ao outro.


Por isso, aquela famosa frase que ouvimos no dia-a-dia "isso é uma inveja boa" não se confirma. Não existe inveja boa e sim admiração. Quando admiramos alguém, seja por quaisquer motivos que nos agradem, isso desperta em nós a vontade de conseguirmos, por nós mesmos, alcançar aquele objetivo. "O sol nasce para todos" e por conseqüência temos a oportunidade de realizar nossos sonhos, mas nunca querendo ou desejando o que é de outrem ou até mesmo desejando que este outrem não tenha o que nós não temos ou conseguimos. 
Então se conclui por esta explanação que invejar não é bom nem para o próprio, muito menos para outrem. Percebe-se claramente, naquele que inveja, a ausência de elementos importantes na vida de um ser humano como a auto-estima, a personalidade própria, a confiança em si mesmo e o principal, que é a ausência de amor, tanto próprio, quanto pelo outro.
Estudos comprovam que a inveja aflora ainda quando crianças, desde aquele brinquedo que o pequeno abandona para disputar o do irmãozinho ou amiguinho e com o tempo e o entendimento vai diminuindo ou aumentando. Em raras vezes se extingue. Quando em excesso, pode trazer consequências graves para quem dela se utiliza e, consequentemente, também para quem a sofre.
A bíblia nos ensina que Adão e Eva, o primeiro casal, tiveram inicialmente dois filhos, Caim e Abel. Quem conhece este relato sabe que por inveja Caim atacou seu irmão Abel e o matou. Deus ainda o aconselhou afim de que não deixasse aquele sentimento dominar a si próprio. Mas o mesmo não o quis ouvir, pelo contrário, deixou que o ódio incendiasse seu ser.
Ainda que muitos dos leitores não creiam nos princípios bíblicos para a existência da inveja, por se tratar de um sentimento tão comum entre as pessoas em toda a história humana acessível, podemos concluir que, ainda sim, é possível que tenha sido dos primeiros sentimentos manifestados pelo ser humano, pois sempre houve e sempre haverá aquele que se destaca mais em detrimento do outro que se destaca menos ou demora um pouco mais para se destacar.
Mas há uma grande dúvida que paira quando tratamos da inveja: Ela é apenas um sentimento cuja união com outros, maléficos, pode desencadear violência e outros males a outrem? Ou será que além do sentimento, a inveja carrega um espectro maligno que mesmo sem ação humana pode atingir a outrem? Em outras palavras, a inveja é somente física ou também é um mal espiritual, o chamado "olho grande"?
Muitos são os relatos de pessoas que presenciaram uma grande mudança negativa em suas vidas devido a inveja alheia, sem que o invejoso provocasse algum dano físico no invejado. Você acredita que a inveja é um mal espiritual? Você acha que os depoimentos de pessoas que foram prejudicadas por "olho grande" alheio são mentirosos ou exagerados?

O LADO ESPIRITUAL DA INVEJA

"A inveja é a arma do incompetente!" Bezerra da Silva.

"Se alguém tem inveja de você, não ligue, caco de vidro tem inveja de diamante." Frases do Facebook.

Certamente não podemos ignorar os tantos relatos de pessoas que sentem algo muito ruim e que está além da compreensão humana, vindo da inveja e de outros sentimentos ruins que a acompanham. Estes relatos são de pessoas de todas as idades e círculos sociais, sejam pobres ou ricos. Vemos artistas e pessoas famosas relatando seus atos religiosos de proteção contra estes sentimentos, assim como pessoas nas redes sociais postando constantemente mensagens relacionadas ao tema. Mas será que existe algum argumento que possa nos revelar sobre esse lado espiritual que a inveja possui?

"A mulher quando não tem personalidade tende a sentir inveja e a se comparar com as outras..." Letícia Spiller, atriz.

"A inveja é assim, tão magra e pálida, porque morde e não come." Eduardo Costa, cantor.


Não só a bíblia, mas a mitologia de muitos povos antigos, nos relata fatos ocorridos num passado longínquo e que estão relacionados a inveja. Em especial, a bíblia nos conta a história de um anjo criado por Deus como a imagem da perfeição. Ele era superior aos outros anjos e possuía atributos únicos que lhes foram confiados no reino celestial. Suas vestes eram feitas das mais puras pedras preciosas que conhecemos e sua liderança era grande entre os da sua espécie. Até que um dia, tudo mudou. Um sentimento terrível invadiu sua alma e ele cogitou a possibilidade de ser semelhante a Deus, seu criador, e mais, cogitou erguer um trono acima do trono do Todo Poderoso. Esse sentimento terrível era a inveja.

"A inveja vê sempre tudo com lentes de aumento que transformam pequenas coisas em grandiosas, anões em gigantes, indícios em certezas." Miguel de Cervantes

"Inveja-se a riqueza, mas não o trabalho com que ela se granjeia." Marquês de Maricá.

Hoje esse anjo é chamado de Satanás ou Diabo, ele foi expulso dos domínios de Deus se tornando um adversário, um opositor de Deus, não só ele, mas a terça parte dos anjos do céu que o acompanhou. Sua missão atual é destruir a raça humana, o homem, cuja criação foi "a imagem e semelhança de Deus", um titulo ao qual esse anjo desejou para si mesmo. Por isso ele tem ódio da civilização humana e trabalha incessantemente para criar ilusões capazes de fazer com que o próprio homem destrua a si mesmo. Inclusive implantando na mente das pessoas o mesmo sentimento que o fez cair, a inveja. Por isso esse sentimento é tão comum entre as pessoas.

E você leitor, ainda mantém sua opinião sobre o assunto? Comente, deixe sua opinião e não deixe de compartilhar com seus amigos. Isso é muito importante para nosso blog. Para seguir o Na Sociedade é fácil basta clicar aqui "PARTICIPAR DESTE SITE", ou no botão azul com o mesmo nome.

Siga-nos no Facebook, Na Sociedade Fan Page

Siga-nos também no Twitter: @tanescl